segunda-feira, 9 de novembro de 2009

CURIOMANIA, isso é feio!!!


Ontem, Aconteceu uma das coisas mais engraçadas e trágicas da minha vida. Na verdade, eu não sei por que, mas tive vontade de narra-lhes o que aconteceu. Então, aí vai:
Eu tenha uma MANIA muito estranha, quando estou em estacionamentos, ou em qualquer lugar que haja algum carro parado, eu sinto um desejo indescritível por ver se a porta do carro realmente está fechada. E sou extremamente curiosa, por esta curiosidade, já paguei caro muitas vezes, mas ainda sim, não abandono o vício da curiosidade. É como uma droga, por mais caro que lhe saia, você deseja o prazer de saciar seu desejo, e de sentir a sensação do ato de satisfazê-lo. Essa curiosidade, aliada a minha maldita mania de “ver se a porta do carro está aberta, custou-me uma “confusão”, e muito arrependimento.
Fui à igreja, como de costume nos domingos à noite. Durante a pregação, eu senti vontade de ir ao banheiro, então me retirei do templo. Voltando do banheiro, eu não entrei na igreja. Senti-me ridiculamente, atraída pelo estacionamento. Então passei por uns cinco carros. Estava chato, tedioso, mas eu gostava de estar fazendo aquilo. Cheguei a um dos carros, e quando percebi que a porta estava aberta, e que não havia ninguém por perto, eu Dei uma risada histérica, digna de uma camisa de força. Eu não podia acreditar que algum maluco, deixou a porta do carro aberta. Havia um alarme de segurança, para indicar se a porta do carro havia sido aberta por alguém. Eu abri a porta, aproximadamente umas quatro vezes. Achei engraçado, não me importei com as conseqüências... Eu só estava imbecilmente feliz em ter achado uma porta aberta.
E eu não sabia, mas havia uma pessoa vendo o que eu fazia. No final do culto, uma conhecida minha (Se não me engano, o carro é de algum amigo dela) Chegou para mim, perguntando o que eu queria com o carro. Por um segundo, não compreendi o que ela quis dizer com aquilo. Ela então perguntou diante da minha expressão de espanto:
- Foi você quem abriu a porta do “meu” carro?
Na mesma hora, eu disse-lhe, ainda abobalhada: - Sim, fui eu.
Eu temi muitas coisas na hora, entre elas, é a de que interpretassem mal minha curiosidade. Pensassem que eu abri a porta do carro deles, de uma maneira maliciosa e mal intencionada. Mas foi tudo por uma “CURIOMANIA”. Mas, como explicar aquilo? Afinal de contas, nenhuma explicação parecia digna ou fiel a realidade. Para que diabos eu abri aquela porta? Nem eu entendia direito, como poderia me fazer compreendida? Meu nervosismo e insegurança, felizmente não conseguiram fazer com que eu lançasse mão à imaginação. Eu poderia não ter admitido que eu fiz aquilo, dizer que alguém mandou que eu fizesse aquilo... Ou coisa parecida... Mas eu disse a titubeante e estranha verdade: “-Sabe o que é?... Tenho a mania de conferir se a porta dos carros está aberta, e encontrei a sua aberta.” Minha reposta, eu não sei se a convenceu... Mas eu consegui ser perdoada, pelo menos, é o que parece. Ela me deu a advertência: “-Nunca mais faça isso, isso é feio.” E isso me fez sentir no jardim de infância novamente (confesso que meu comportamento foi equivalente a isso)
Na hora em que ela veio me advertir, eu estava com uma amiga, conversando, e rindo de bobagens. As últimas palavras dela foram: “- Não aprenda isso com ela não menina, isso é muito feio...” Com certa ironia eu respondi: “-Não se preocupe, ela não vai aprender isso comigo” e em pensamento eu disse a mim mesma: “-...Ela não é tão idiota quanto eu...”

7 comentários:

Jeeh Carvalho disse...

Axo que tenho esse mal...
Mais não abro portas de carros! hehehe

Sou muitooooOO curiosa!
Se alguem fala: - nem te conto, aconteceu uma coisa que... Não! Melhor não falar!

Eras... eu quero a morte, nem durmo direito!

hehhee

=P

palavras ao vento disse...

cada manias hem...so temos que saber lidar com elas do melhor jeito possivel...antes que algo de pior acontecaça...

→ Ana ... disse...

Isso já é falta do que fazer. Acho que você queria fazer algo diferente para sair da rotina. Estou errada? Curiosidade também pode ser, mais dai já é "um pouco" de mais né? --'

Igor Pinheiro disse...

Nossa, nunca passo por isso, ainda bem. Acho que não tenho nenhum tipo de mania desse tipo, sério.

Steffi de Castro disse...

nossa!
olha, eu sei que pra você foi um pouquinho chato, mas eu me matei de rir!
Eu tenho uma mania também...
Sempre tenho vontade de fazer as pessoas rirem, mas às vezes elas não gostam das minhas brincadeiras e me dão carões... O chato é que é na frente de todo mundo que isso acontece.

Marcos Saraiva disse...

vc é uma pessoa fantástica, pessoas fantasticas tem manias "bizarras" é apenas isso! vc é normal, louca era a mulher do carro que não te entendeu...

mas acho que talvez vc pudesse ter sido um "detetive" em outra vida passada, bjim.

PЋabiиЋØR€I disse...

Eu Acho Que Pessoas Curiosas São Mais Inteligente De Que Pessoas Quietas Que Não Fazen Nada Eu Na verdade Me Divirto Com Aminhas Proprias Leseras e Tbm Odeio Perguntas Idiotas Todos Os Meu Amigos Me Pergunta Da Onde Vem Tanta Lesera Até Mesmo Quando Estão Falando De Coisa Seria Eu Sempre Tenho Uma Frase Para Que Aquela Coisa Seria Vire Brincadeira Sou Apessoa Mais Feliz e Garanto Que Voce Patricia e Uma Garota Muito Especial Nessa Vida

Quem sou eu

Minha foto
Não há respostas exatas para definir seres relativos \o/